Advogado do JFR/AA fala ao Jornal de Brasília sobre o Parque das Copaíbas

Na semana passada, o Parque das Copaíbas recebeu uma decisão favorável à sua preservação ambiental, o ministro do Superior Tribunal de Justiça – STJ, Napoleão Nunes Maia Filho, decidiu pela retirada dos ocupantes da região, que estão degradando o local há mais de 20 anos.

 

O Jornal de Brasília publicou a notícia, ouvindo o advogado do extinto Instituto Vida Verde, Gustavo Valadares, integrante do quadro de profissionais do escritório Jacoby Fernandes & Reolon Advogados Associados – JFR/AA, que que protocolou ação civil para a retirada das residências do Parque ainda em 2012. De acordo com o advogado, a invasão teve início em 1960, quando o chefe dos ocupantes, um biólogo da Embrapa, entrou na região e desde então, ele resiste com uma operação de guerra para não ser retirado de lá, o que vai fomentando as pessoas que invadem o local.

 

A reportagem do Jornal de Brasília buscou ainda a Agência de Fiscalização do Distrito Federal – Agefis, que não respondeu quando pretende começar a ação de retirada dos moradores do local. Ainda, a equipe foi ao local para conversar com os moradores e saber se há a intenção de deixar a área, porém, eles alegaram que estão proibidos de ceder entrevista. Indicaram o nome da representante de uma associação criada por eles: Mônica, mas que não estava em casa e também não atendeu o telefone.

 

Leia a matéria aqui